Bacharelado em Composição

BACHARELADO EM MÚSICA / COMPOSIÇÃO

O curso de Bacharelado em Música / Composição tem por objetivo a formação de compositores e arranjadores, nos diversos estilos e gêneros musicais produzidos nos séculos XX e XXI. O curso tem como fundamento um aporte teórico que abrange um arco histórico, desde o período barroco até o pós-modernismo. A investigação da linguagem musical, a pesquisa de técnicas instrumentais ampliadas e a criação, com multi meios e tecnologias digitais de ponta são incentivadas, durante toda a duração do curso.

Tendo em vista que o cenário musical do último século e da primeira década e  século atual apresenta grande diversidade de pensamentos e formas de expressão vigentes na nossa sociedade, com usos e valores diferenciados e, muitas vezes paradoxais, entendemos que cabe ao profissional de composição estar capacitado para produzir, dentro de diversos contextos, no decurso de sua vida profissional. Partindo desta premissa de capacitação para a flexibilidade, o curso de composição abarca a multiplicidade de conhecimentos próprios a cada processo de criação, sempre visando a garantir produção artística de qualidade, bem como a inserção do nosso egresso nos mercados fonográfico, audiovisual, nos circuitos de concertos e de arte sonora etc. Com a duração de três anos e meio, o curso de graduação em composição do Conservatório Brasileiro de Música está dividido em sete semestres letivos. Ao longo do curso, o aluno terá oportunidade de trabalhar com a composição de música tradicional, música eletroacústica, composição de música experimental, composição para meios audiovisuais, tais como cinema, televisão, jingles, teatro, dança etc. Ao final de cada semestre, os alunos terão produzido um mínimo de três músicas e vários estudos composicionais, com instrumentação e técnicas diversificadas. As peças selecionadas pelos professores (uma ou mais de cada aluno) perfazem a programação da Mostra Semestral de Alunos de Composição, concerto público que tem como meta não apenas divulgar os resultados alcançados pelos discentes, como também, oferecer ao formando a oportunidade de experimentar o importante trabalho de produção cultural. Contando com a supervisão acurada por parte da coordenação do curso, cada compositor-aluno é responsável pela seleção de seu(s) intérprete(s) e condução de ensaios e montagem cênico-musical do material selecionado para o espetáculo. Desse modo, estimula-se o envolvimento do aluno no ciclo total da produção cultural, desde a concepção da obra até a sua apresentação final, no formato de concerto de câmara.

Hoje, o complexo aprendizado da composição musical exige um conhecimento técnico altamente diversificado, um treinamento constante e especializado que demanda uma infraestrutura potente, fornecendo todo o tipo de possibilidades para a experimentação dos diversos recursos atualmente utilizados na feitura da música. Em um curso superior de composição, a vivência e as experiências com essa diversidade são propiciadas a partir de um contato constante, tanto no âmbito do aprendizado formal quanto na informalidade da discussão e da criação orientada pelos diversos professores, músicos e pesquisadores da música com quem nosso aluno trava contato, durante a sua formação. Somando-se às múltiplas oportunidades de interação com profissionais mais consagrados, a grande quantidade e diversidade de experiências culturais, provenientes dos próprios alunos, são trocadas e vivenciadas pelos colegas, enriquecendo sobremaneira a formação individual de cada educando. No que tange à estrutura material, indispensável em um curso superior de composição, entende-se ser essencial garantir aos alunos o acesso a uma orquestra de câmara e a formações instrumentais diversas que lhes possibilitem a execução de suas composições. Para contemplar a experimentação de novos recursos e possibilidades composicionais, a infraestrutura do curso também, inclui um estúdio de som que funciona como laboratório pleno de possibilidades experimentais, propiciando ainda ao aluno a experiência de gravar seus próprios estudos e composições. Para a pesquisa e a construção de conhecimento teórico-conceitual em música, estimula-se o acesso a gravações (em áudio e vídeo), livros, teses, dissertações, revistas e periódicos especializados, em biblioteca com um acervo abrangente, diversificado e atualizado.

Parceiros