Clínica Social de Musicoterapia

Para apresentar a Clínica Social de Musicoterapia Ronaldo Millecco, consideramos relevante esclarecer ao leitor leigo o que vem a ser “Musicoterapia” e “Musicoterapeuta”, para então, apresentar a clínica e seu funcionamento.

A definição de Musicoterapia apresentada pela UBAM (União Brasileira das Associações de Musicoterapia) é a seguinte:

“Musicoterapia é um campo de conhecimento que estuda os efeitos da música e da utilização de experiências musicais, resultantes do encontro entre o/a musicoterapeuta e as pessoas assistidas. A prática da Musicoterapia objetiva favorecer o aumento das possibilidades de existir e agir, seja no trabalho individual, com grupos, nas comunidades, organizações, instituições de saúde e sociedade, nos âmbitos da promoção, prevenção, reabilitação da saúde e de transformação de contextos sociais e comunitários; evitando dessa forma, que haja danos ou diminuição dos processos de desenvolvimento do potencial das pessoas e/ ou comunidades”.

Para essa mesma entidade, Musicoterapeuta é “o profissional de nível superior ou especialização, com formação reconhecida pelo MEC e com registro em seu órgão de representação de categoria. Ele(a) é habilitado(a) exercer a profissão no Brasil. Ele(a) facilita um processo musicoterápico a partir de avaliações específicas, com base na musicalidade e na necessidade de cada pessoa e/ou grupo. Estabelece um plano de cuidado e um processo musicoterápico a partir do vínculo e de avaliações específicas atendendo às premissas de promoção da saúde, da aprendizagem, da habilitação, da reabilitação, do empoderamento, da mudança de contextos sociais e da qualidade de vida das pessoas, grupos e comunidades atendidas”.

Nesse ponto é importante destacar a importância do Conservatório Brasileiro de Música que a partir de esforços promovidos por uma de suas diretoras na época: “Cecília Conde”, abriu o 1ª curso de graduação em Musicoterapia no Brasil, em 1972. Impulsionando, desta forma, a área e inovando, sobremaneira, as possibilidades terapêuticas no país. A Clínica de Musicoterapia foi idealizada e inaugurada em 2002 pela professora Mt.Dra Lia Rejane Mendes Barcellos. A Clínica, cujo nome é “Clínica Social de Musicoterapia Ronaldo Millecco”, tem o objetivo de atender à comunidade, como atividade de extensão institucional, e de dar aos alunos do Curso de Musicoterapia (graduação e pós-graduação) a possibilidade de realização de estágios e pesquisas, sempre com a supervisão dos professores do Curso.

Ela representa uma ação institucional afirmativa, baseada nos princípios do CBM-UniCBE de responsabilidade social que, por isso, mantém a clínica de forma a não só enriquecer a formação profissional dos que nela atuam como permitir que pessoas com dificuldade financeira, possam também ter acesso a um tratamento musicoterápico.

A Clínica Social de Musicoterapia Ronaldo Millecco, está estruturada com uma coordenadora geral e uma coordenadora específica musicoterapeuta. Também trabalha em conjunção com o professor musicoterapeuta responsável pela supervisão de estágios dos alunos de graduação e pós graduação. A coordenação da área é responsáveis pela estruturação da clínica, bem como dos atendimentos e pesquisas.

O atendimento a portadores de necessidades especiais pela Clínica Social é parte da formação de Musicoterapeutas. Os estagiários são escolhidos através de entrevista pela coordenação da Clínica, prioritariamente entre os alunos do 6º ao 8º períodos do curso de Bacharelado em Musicoterapia e do 2º e 4º Módulos da Pós Graduação em Musicoterapia. Todo estagiário tem seu trabalho na clínica supervisionado e atendem sempre em co-terapia.

Para o atendimento na clínica, os interessados podem entrar em contato pelo e-mail: clinicamtcbm@g-mail.com e preencher o formulário eletrônico no google forms no endereço: https://forms.gle/QkhoYmyrTfgYTMeb7, ou podem entrar em contato via telefone com o CBM, deixando nome e telefone para então, serem encaminhados à coordenação da clínica onde realizarão a inscrição. Os interessados, em que a coordenação da clínica considere que inadequado o atendimento por estagiários, serão encaminhados para musicoterapeutas formados ou ainda não serão aceitos para atendimento.

O contrato terapêutico é feito pelo estagiário que for atender o paciente. O paciente com três faltas consecutivas sem justificativa plausível, pode ser desligado da clínica.

A Clínica iniciou atendimentos de forma remota durante a necessidade de distanciamento social pela Covid-19, no entanto, apenas nos casos possíveis. Para tal, cada caso é analisado pela coordenação da Clínica.

As principais áreas clínicas de atendimento são: Saúde Mental (adultos e crianças), Deficiências Intelectuais, Depressão e transtorno de ansiedade, entre outros. A Clínica também oferece suporte às famílias, com atendimentos em grupo, que por conta da pandemia, acontecem de forma remota

Quanto ao funcionamento

A clínica funciona de fevereiro a dezembro.

As sessões individuais tem duração de 40 minutos e as de grupo de 90 minutos.

Horário de funcionamento da Clínica*

Segunda-feira a quinta-feira, de 10hs às 15hs